segunda-feira, junho 25, 2007

Para ele, que ainda vai chegar.


Bem que ele podia chegar e desenhar sonhos na minha pele.
É que meu corpo quer ser para ele segurança e liberdade,
Para quê de todos os lugares que ele pudesse estar,
só sentisse pertencer a um,
E ali escolhesse ficar.
Aconchegar o corpo sobre o meu,
só pra partilhar dos sonhos que projetou em mim,
Tão nossos.
E por vezes o tempo parasse, assim:
Meus dedos desenhando caminhos nas tuas costas,
Minhas mãos perdidas no castanho de teus cabelos.
Nossos olhos traríamos fechados,
porque o céu vai acastanhando é dentro,
luz do mel ao sol.
A alma agradecida e agraciada.
Reluz.
Enquanto tua barba-por-fazer ara minha pele,
E tua boca de ventos úmidos e quentes muda a direção dos meus pêlos,
Arraigados em tantos arrepios.
Tua respiração pontua frases, de íntimas levezas, poeirinha de estrela,
que sem caber na voz, acende o olhar.
Das ancestrais sedes que trazes,
meus lábios, fonte.
Tua boca bebendo na minha o frescor da minha linguagem.
Já tão tua.
Os corpos banhados de mar.
Meu olhar se pondo no seu.
A noite pousa suave sobre o céu,
E minha cabeça encontra repouso sobre teu peito.
Aconchegado assim, meu corpo se sabe pleno na circunferência de teu abraço.
Feito reflexo de lua azul no mar,
completudinalidades.
E com as pontas dos dedos ligo os sinais do teu corpo, uns aos outros, descobrindo constelações, batizando estrelas.
É que encontrei o caminho de casa
e não quero me perder nunca mais.
*
*
*
Cecília Braga

12 comentários:

Edes disse...

Hmm... pois então, que ele chegue logo!

Os seus versos são mais que palavras justapostas... eles transmitem cores, sabores... são perfumados! É uma perfeita sinestesia... eu gosto disso!

um beijo,
Edes

Rafael disse...

"E com as pontas dos dedos ligo os sinais do teu corpo, uns aos outros, descobrindo constelações, batizando estrelas.
É que encontrei o caminho de casa
e não quero me perder nunca mais."

gostei muito disso aí.
^^

Juliana disse...

Sem palavras...
É a descrição perfeita do porto mais seguro, do abraço mais quente e demorado, do amor mais puro, que invade e domina. E é bom.
Cecília, doce-Cecília, você encanta (me).

Beijos.

Wagner Marques disse...

gosto desse teu lirismo, é algo que beira o erotismo...
é bom sentir isso!
gosto de vir aqui...

abraço.

Alexandre disse...

Perfeito! Muito bom te ler!
Beijos!

Duda disse...

É assim...

Como se as palavras lhe fossem mais que amigas, amantes.

Que ele apareça e are teu rosto com mais que pelos eriçados, também as palavras mais certas e os desejos mais incertos.

amplexos,
Duda (se preparando pra reler)

pêpis disse...

ciça,depois de várias visitinhas vim deixar meu primeiro coment.
não pude manter-me em silêncio. rsrs

esperando junto contigo viu,pq sei que há de chegar.

:**

Caminhante disse...

Bela poesia encontrei nestas paragens.
Que sejas feliz em tua espera!
Voltarei por cá, não há dúvida.
Abraços.

Clóvis disse...

Adentrar neste emaranhado de sensações é uma viagem repleta de surpresas, e paisagens por demais diversas, tantas cores, tantos sons, tantas telas...

Ótimo filme.
Ótima canção.
Ótimo quadro.


Quando a poesia é boa, é assim.




Até.

Briza disse...

De uma boniteza taaaaaaaaaaão grande.

alex pinheiro disse...

"Enquanto tua barba-por-fazer ara minha pele,
E tua boca de ventos úmidos e quentes muda a direção dos meus pêlos,"

Reproduzi acima palavras das mais belas que já ouvi... Amei do coração os escritos idealizados que deixastes gratuíto aqui...

Ele há de chegar,,, prepara-te com o toque quente e intenso, pois palavras certas já tens...

Bjs e românticas invenções!

Tomas disse...

Moça, texto bonito que só!

Tá cada vez melhor, essa menina! Sabe que tbm sou fã seu!

Os dois últimos versos têm um lirismo tão forte...tocam de verdade. Poesia pura. Parabéns, mais uma vez, moça!

Um beijo grande!
Tom