quarta-feira, janeiro 17, 2007

Flower


Encantada que só. Vida que se desembestou a florir. Caminho tentando conter um sorriso que me escapole fácil pelos cantos da boca. Alegria que transborda. Vez em quando vejo alguém olhar pra mim com cara de ponto de interrogação, tudo convergindo para o centro da testa: - endoideceste?!. Só pode!

Aí é que meu sorriso escapole inteiro, cheio de dentes. E olho nos olhos daquela estranha que passa. Ela também sorri. E sei que ela entende...

Sabe quando você faz uma bandidagem, uma serelepice gostosa que só, e fica com cara de bolacha traquinas?Apois!

Chega essa menina qualquer afirma. E depois pergunta: - Aprontou. O que, hein?! E você explode num riso por demais gostoso e denunciador. Porque mesmo que você coloque a mão direita sobre a Bíblia sagrada e faça o juramento. Teu sorriso já te condenou. Ahã! Adianta mais nada. E você continua sorrindo confirmando o veredicto.

Sentimento, energia é coisa forte. Conter adianta não. E nem se consegue. Extravasa.

Durmo enebriada com tamanha beleza e perfume. Coração em prece. Faíscas nos olhos.

Agradecida, sabe.

Há quem pense que é síndrome de Poliana ou de Alice no País das Maravilhas. Tisc, Tisc. É que a vida te dá exatamente o que você espera.

Hoje, já desenhei na minha mão o meu destino. Ah, Lindo que só. Precisa de vê!

*

*

*

Cecília Braga

2 comentários:

Elenita disse...

Que texto mais LINDO!!! Florzinha!!! =*

Mais tarde eu vou postar uma tarefinha pra vc no meu blog. Passa lá =)

Marla de Queiroz disse...

Vc merece uma Primavera Espititual Perene, Flor-de-Luz!

Aniversário do meu blog hoje...vamos brindar nosso amor, flor!
Aquele abraço cada vez mais apertado!
Inda aquele, viu?
Te amo.