quarta-feira, janeiro 10, 2007

TAO

Bem capaz. É que estou em Feira de Santana e todo dia é dia de besta. Ahã! ô, se é!
Um vai e vem, com tantos destinos. E nenhum que eu queira. Vai longe, não. E eu queria ir ali. Ali, onde se estica o beiço todinho pra dizer: Aliiiiiiiiiii. De uma lonjura só. Quem caminha por aí, no sertão sabe. Emenda léguacomlégua. E não chega. Hoje eu só queria não chegar. Andar, andar e andar, com um destino inalcansável. Só assim. Andar por andar. Preciso é sincronizar os pensamentos com os passos. Imagina moço, como é preciso andar para se obter isso....
Ansiedade quando toma conta, quer logo um de-comer. Se der, já era. Fome que não passa nunca. Coisa que pode crescer, só se alimenta se souber a índole. Ansiedade quando cresce, não é boa não. Tem que fazer com ela igual Bonsai, amarrando e cortando a raiz. Aí não cresce. Requer paciência e trabalho. Ando precisando dos dois. Por enquanto, vou ficar encolhida aqui, esperando esse turbilhão de emoções passar. Ficar assim: reduzida à minha falta, só é bom porque recupero a vontade pelo todo.
Quer caminhar moço?
*
*
*
Cecília Braga

Um comentário:

Tomas disse...

Bem capaz! Hahahaha...Cecílila...só vc mesmo! Menina engraçada até nos dias em que se sente sem graça.

Caminhar? Sempre é bom, caminhar e contemplar, ainda mais em tão boa companhia.

Beijos, moça.