sexta-feira, dezembro 15, 2006

Não sei...

Hoje eu só peço ao dia um instante de paz...repleto de música
É que preciso fechar meus olhos, deixar meu corpo vibrar
Tentar harmozinar tudo em mim...essas mãos trêmulas, essa disritmia.
Diante do improvável, eu estive. E, meu Deus, ousei tocá-lo.
E, agora, o que fazer com tudo isso gravado em minhas retinas, tatuado em meu corpo, unificado em minha alma?!
Não sei...Só sei que existe alguém capaz de me desarticular inteira
E, de tal forma, que sozinha não saberei nunca colocar tudo no lugar.
*
*
*
Cecília Braga

Um comentário:

Jamille disse...

Esse, esta perfeito!!!
Bom saber, que posso contar com belas palavras que ate entao eu desconhecia que seriam suas...
Muito bom mesmo, poder ler cada post seu. Sou tao `forte` supostamente, que aqui encontro paz e verdades, vc nos faz chorar com suas palavras e entre tantos outros textos que aqui esta.